Bangu volta ao Brasileirão após 14 anos e técnico afirma: ‘É um recomeço’

Roberto Fernandes destaca equipes tradicionais no Grupo A13 e espera partidas duras

Falta pouco! Neste domingo, 21, o Bangu volta a entrar em campo pelo Campeonato Brasileiro depois de 14 anos. Para o Alvirrubro, a Série D é o recomeço no cenário nacional. Obviamente, o foco é um só: conquistar o acesso. Entretanto, o caminho a ser traçado até lá é longo. No Grupo A13, a equipe da Zona Oeste terá pela frente Portuguesa-SP, Desportiva-ES e Villa Nova-MG, adversário da estreia. O técnico Roberto Fernandes apontou a importância de ter um calendário de competições maior.

– Todo desafio tem a sua grandeza. É um recomeço para o Bangu, um clube de história, torcida e tradição. Nosso objetivo não é outro a não ser buscar o acesso à Série C. Hoje, no Brasil, as equipes são bem definidas: as com e sem calendário. E vamos para o Brasileiro para aumentar o nosso. Claro, é um recomeço com responsabilidade e pés no chão – disse.

Foto: Emerson Pereira/Bangu

Foto: Emerson Pereira/Bangu

Tradição e peso de camisa não faltam no Grupo A13. Por isso, Roberto Fernandes destacou o equilíbrio da chave e quer o Alvirrubro dando um passo por vez. Para conquistar os triunfos e a classificação, o treinador afirmou que empenho não pode faltar.

– Sabemos que não teremos vida fácil, mas vamos buscar a classificação. Com certeza, estamos num dos grupos mais complicados da competição, talvez seja o mais equilibrado. Todas as equipes que estão na chave são tradicionais e foram da Primeira Divisão pelo menos uma vez. Na medida em que formos avançando, a gente vai organizando melhor a equipe. Devemos transpirar bastante neste primeiro momento e deixar todo o nosso potencial em campo para poder vencer – completou.

Bangu e Villa Nova se enfrentam domingo, 21, às 16h, no Estádio Castor Cifuentes, em Nova Lima, na Grande Belo Horizonte. 

Emerson Pereira