Eduardo Allax avalia atuação contra o Vasco da Gama

O revés sofrido pelo Vasco da Gama deixa o Bangu com um ponto somando no Grupo B da Taça Guanabara. Apesar do 3 a 1, o técnico Eduardo Allax ressalta que o time banguense criou boas oportunidades e chegou a dominar o duelo por determinado período, inclusive, tendo chances claras de sair na frente e até mesmo cravar um placar favorável. Nos primeiros minutos, portanto, o Bangu sofreu pressão e os ajustes se moldaram no decorrer da primeira etapa.

– Tivemos um início de jogo um pouco difícil, por conta da pressão que existia em cima do Vasco. Eles vieram com muita força ofensiva. Conseguimos ajustar o time no tempo técnico e, a partir daí, encaixamos contra-ataques e tivemos um pênalti ao nosso favor. Logo após o pênalti não convertido, tivemos desatenção em uma bola parada e acabamos por sofrer o primeiro gol – comentou Allax.

Na volta para a etapa complementar, Eduardo Allax fez mudanças pontuais no time, com a saída do atacante Bruno Luiz para a entrada de Lorran, no intervalo. Segundo o técnico, a mudança foi para tirar os espaços do meia cruzmaltino Nenê. No decorrer do segundo tempo, o treinador também apostou na velocidade de Marcos Vinicius e Matheus Pimenta para trazer mais mobilidade ao ataque e manter a posse de bola para si.

– O time melhorou, pressionamos o Vasco e conseguimos empatar. Pena que logo depois eles conseguiram novamente vantagem no placar. A partir daí, colocando dois jogadores de velocidade pelos lados, optei por ir para cima. As substituições acabaram surtindo efeito, porque o time pressionou e tivemos chances de empatar novamente, mas ao final do jogo o Vasco teve a felicidade de achar o terceiro gol que definiu o resultado – lamentou Allax, que completou:

– Sair na frente é sempre importante, mas não define a vitória. O pênalti do Sebastian e o gol sofrido pelo Márcio são lances da imprevisibilidade do futebol. Eles vierem pressionados, mas também tivemos nossas oportunidades de gol que não foram convertidas. Deixamos a partida equilibrada – encerrou.

O Bangu volta a campo na segunda-feira, 6, contra o Volta Redonda, às 20h, no Estádio da Cidadania, no Sul Fluminense.

Texto: João Carlos Gomes