Fora de casa, Bangu faz 3 a 1 no Villa Nova-MG e estreia bem no Brasileiro

VIL 1 - 3 BAN
23 out 2017 - 04:18Estádio Castor Cifuente, Nova Lima-MG

Com o pé direito! O Banguzão mostrou a sua força neste domingo, 21, pegou a estrada rumo à Nova Lima, Minas Gerais, para enfrentar o Villa Nova pela abertura da Série D do Campeonato Brasileiro e voltou com os três pontos na bagagem. Cirúrgico, o Alvirrubro venceu os mineiros em pleno Estádio Castor Cifuentes pelo placar de 3 a 1, com gols de Hygor Guimarães e Raphael Augusto (duas vezes). Com o resultado, os comandados de Roberto Fernandes largaram na frente do Grupo A13, que também tem Portuguesa-SP e Desportiva-ES.

O jogo

Apesar de jogar longe de seus domínios, o Bangu foi empurrado por sua torcida durante todo tempo. Imprimindo uma pressão inicial, o Alvirrubro saiu na frente logo aos sete minutos. No lance, Washinton cobrou falta na área, Hygor Guimarães foi no alto e cabeceou no canto esquerdo: 1 a 0. Contudo, minutos depois, o Villa Nova igualou a contagem em pênalti convertido por Assis.

Bem postado em campo, a equipe de Moça Bonita não se desesperou após o gol sofrido. Passando a maior parte do tempo com a bola sob seu domínio, o Bangu voltou a criar boas oportunidades na reta final da primeira etapa. Aos 41, Raphael Augusto fez jogada individual e experimentou da entrada da área, levando perigo à meta mineira. Em seguida, Washinton cobrou falta e obrigou ao goleiro Renan a colocar para escanteio. Entretanto, aos 41, Otávio colocou a mão na bola dentro da área: pênalti. Com tranquilidade, Raphael Augusto converteu: 2 a 1 para o Alvirrubro da Zona Oeste.

Foto: João Carlos Gomes/Bangu

Foto: João Carlos Gomes/Bangu

Na volta do intervalo, o Villa Nova passou a criar mais oportunidades e, em certos momentos, a pressionar ao Bangu. Motivo para desespero? Não. Tranquilo e usando a experiência, os cariocas souberam se comportar e afastar as bolas alçadas na área, numa tarde de muita segurança do goleiro Jefferson.

Marcando adiantado e apostando nos contragolpes, o Alvirrubro deu o “xeque-mate” no Villa Nova aos 36 minutos. Em bola mal atrasada, Guilherme foi ágil e acabou derrubado na área: outro pênalti. Com categoria, Raphael Augusto só deslocou Renan, deixou novamente a sua marca e selou a vitória: 3 a 1 Bangu.

Defendendo a liderança, o Bangu volta a campo no próximo sábado, 27, às 15h, contra a Portuguesa, no Estádio Proletário Guilherme da Silveira Filho. Em sua estreia, a Lusa venceu a Desportiva pelo placar mínimo.

O Bangu jogou assim: Jefferson; Magno, Cleidson, Walter e Guilherme; William, Hygor Guimarães (Mauro Silva) e Raphael Augusto; Washinton (Leonardo Jesus), Léo Bahia e Daniel Bueno (Bruno Luiz). Técnico: Roberto Fernandes.

Emerson Pereira