Marlon comemora poder jogar partida de volta em casa e pede atenção maior contra o Americano

Atacante espera partidas equilibradas, mas ressalta trabalho sério para buscar a classificação

O Bangu vem treinando diariamente para fazer frente ao Americano na quartas de final da Copa Rio. Ontem, terça-feira, 25, foram sorteados os mandos de campo, com o Alvirrubro jogando a primeira partida em Campos dos Goytacazes e a volta em Moça Bonita, em 23 de agosto. O atacante Marlon festejou poder disputar o segundo e decisivo jogo em casa, na Zona Oeste, mas pede atenção desde o minuto inicial dos 180 minutos.

– É sempre bom poder decidir em casa, com o apoio da nossa torcida. Jogando a primeira fora, na pior das hipóteses, um empate com gols já nos coloca em vantagem para a volta. Claro, vamos em busca da vitória em Campos. Temos que entrar focados e ligados durante todo o jogo. É decisão e qualquer erro pode ser fatal – afirmou.

(Foto: Emerson Pereira/Bangu)

(Foto: Emerson Pereira/Bangu)

No primeiro turno da Série B1, o Americano parou nas semifinais e com a segunda melhor pontuação na classificação geral. Marlon rechaçou qualquer tipo de facilidade por conta do adversário ser de uma divisão inferior a do Bangu, tirando como exemplo os jogos das oitavas de final.

– Apesar de enfrentarmos uma equipe da Série B1 do Campeonato Carioca, não será fácil. Vimos isso contra o Serrano, que fez duas duras partidas conosco. O Americano tem camisa, tradição e vem realizado há alguns anos boas campanhas na Segunda Divisão. Estamos trabalhando sério para enfrentá-los, mantendo a mesma entrega e dedicação. Sabemos que devemos ter cautela porque o adversário vem numa boa sequência de jogos – completou Marlon.

A primeira etapa da decisão entre Bangu e Americano ocorre no próximo dia 9, às 15h, no Estádio Ary de Oliveira e Souza, em Campos dos Goytacazes. A segunda, por sua vez, será em Moça Bonita, no mesmo horário, no dia 23.

Emerson Pereira