Anderson Lessa: “O Bangu é o lugar que me sinto em casa”

Atacante e ídolo banguense retorna ao Alvirrubro como referência no ataque

Foi no natal de 2018, que o Bangu anunciou o seu presente: Anderson Lessa. Seria a segunda passagem do atacante com a camisa alvirrubra naquela época. Um presentaço de Papai Noel que deu super certo. Quem não lembra do Cariocão 2019? Desta vez, já anunciado bem antes do natal, mas não deixa de ser um belo presente antecipado do bom velhinho. Será a quarta passagem do atacante, de 34 anos, com a camisa alvirrubra. Olhando em volta do estádio Proletário Guilherme da Silveira Filho, ele demonstra estar à vontade, mesmo sob sol de quase 40 graus.

Lessa comemorando gol contra o Boavista em 2019 em Moça Bonita – Foto: João Carlos Gomes / Arquivo Bangu AC

– Aqui me sinto em casa, é um clube que, graças a Deus, todas as vezes que vesti essa camisa fui feliz, fiz gols, também sinto essa retribuição da torcida, o carinho de todos, do presidente, das pessoas que fazem parte aqui do clube. O Bangu é um lugar que me sinto em casa, estou muito feliz, expectativa lá em cima para essa temporada 2024 com a mesma motivação de todos os anos. Quero fazer história com essa camisa. Conheço e sei da grandeza desse clube, quero escrever mais um capítulo dessa história do meu nome aqui, peço para que a torcida realmente continue acreditando abraçando esse projeto porque tenho certeza que vai dar certo – resumiu.

Lessa também reencontra um amigo especial que o ajudou bastante em sua segunda passagem, quando o Bangu ficou em terceiro lugar no Estadual: Yayá Banhoro, o atacante de Burkina Faso, que editou uma parceria marcante no coração dos banguenses:

– Estou muito feliz por encontrar Yayá de novo. É um cara que me dou super bem não só dentro de campo, mas também fora. A gente já conhece a característica um do outro, isso ajuda ali na decisão final do campo. Nós encontramos o Bangu em um outro cenário e ficamos à disposição para fazer parte desse projeto. É um outro grupo, um novo treinador, nova metodologia de trabalho, mas estamos muito felizes empolgados por tudo aquilo que nós temos visto desde que retornamos. Como disse anteriormente, eu visto essa camisa com o intuito de fazer uma história, de deixar o meu nome no clube, de colocar o Bangu onde realmente nunca deveria ter saído que é o cenário nacional, disputando Brasileiro, Copa do Brasil. Voltei novamente com essa mentalidade vencedora de fazer o cube voltar a ter um calendário anual, porque essa instituição merece. – explicou.

Anderson Lessa no treino em Moça Bonita atualmente – Foto: Fernando Silva / Bangu AC

Anderson Lessa é natural de Recife, Pernambuco. Tem 34 jogos com a camisa alvirrubra e 14 gols em três passagens. Em 2019, seu melhor ano pelo clube, ele foi o artilheiro do time, com sete gols, naquela campanha histórica do terceiro lugar no Cariocão. Como é um atleta que sempre se cuidou muito, acredita que a pré-temporada será de grande valia para o Bangu começar voando:

– Sempre me cuidei no extracampo, então já vinha me preparando mesmo de férias lá em Recife, já vinha mantendo a forma, graças a Deus. O trabalho está sendo muito bem feito pela fisiologia, pela preparação física, pelo Alexandre (Gomes), pelo França, enfim, a Comissão Técnica está de parabéns. Estamos entendendo a metodologia de trabalho do Alexandre, nos deixa muito a vontade para poder desempenhar aquilo que a gente sabe, parte técnica e tática que ele espera de alguns posicionamentos. Estamos nos preparando bem fisicamente, tecnicamente e taticamente. Prontos e ansiosos para começar logo esse campeonato e a gente conseguir fazer uma excelente temporada com o Bangu. – finalizou.

Sintonia com a torcida – Foto: João Carlos Gomes / Arquivo Bangu AC

Se o Natal tem o bom velhinho e isso nos traz coisa boas, até mesmo essa lembrança de há cinco anos do anúncio do retorno de Lessa, não esqueçamos que o nosso Noel gosta de vestir o alvirrubro. Prenúncio de boas energias? É o que todo País Bangu espera.

JOGO-TREINO CONTRA O VOLTA REDONDA NO CT DA SAFERJ

O Bangu disputou neste sábado (23) um jogo-treino diante do Volta Redonda no CT da SAFERJ. Foram três tempos de 40 minutos e esta partida serviu muito para o técnico Alexandre Gomes observar o estágio em que se encontra o elenco física, técnica e taticamente. Segundo membros da Comissão, estamos muito bem. Vem 2024!

Fotos: João Carlos Gomes e Fernando Silva / Bangu AC