#Bangu117anos – Aniversário do nosso Banguzão

Esperança. Todo novo ciclo vem cercado de esperança e expectativas, principalmente pelo momento mundial que vivemos. É preciso ter fé. Força. Coragem. Lutar todo dia, como se fosse o último de nossas vidas.

Um clube pioneiro. Do proletário. Dos operários. Do povo. De gente que sofre, luta, sorri e vibra. Que ama o branco e o vermelho. Clube de inclusão. Sem distinção de raça, cor ou gênero. Que faz do nada, muito. Do pouco, abundância. Um clube de calor. Quente. Humano. De irmandade. Cumplicidade. Que mesmo nos momentos adversos, o sorriso vai estar sempre no rosto. É natural. Está no gene do carioca. Mas para ser raiz, não tem jeito, é bater no peito e dizer que sou carioca de Bangu.

Um clube de glórias, tradições e de histórias das mais variadas. Porque completar 117 anos é exibir uma coletânea delas para narrar. Que emociona. Apaixona. Jorge Amado já dizia.

O Bangu é do mundo. Dos ingleses. Do Sr. Danau, Noel, Nivio, Domingos, Luiz, Arthur, Marinho, Ladislau, Ademir, José, Luíza, Roberta…Julia. Do Brasil. Do Rio de Janeiro. O Bangu é de todos. Feliz aniversário, Bangu! O meu país!

#Bangu117anos