Multicampeão no futebol sul-coreano, meia-atacante Luiz Henrique reforça o Bangu

Experiente, atleta de 36 anos volta ao futebol brasileiro após 11 anos na Ásia

Restando quatro rodadas para o término da fase classificatória da Taça Rio, o Bangu segue buscando peças para reforçar o seu elenco. E quem chega é meia-atacante Luiz Henrique, de 36 anos, que assinou com o Alvirrubro e está à disposição da comissão técnica. Ele vinha treinando regularmente com os demais atletas, tornando-se agora mais um no leque de opções do técnico Alfredo Sampaio. Tendo o Ajman, dos Emirados Árabes, como seu último clube, o atleta não escondeu a felicidade no retorno ao Brasil:

– É muito gratificante voltar ao futebol brasileiro. Vou buscar retribuir o carinho da melhor forma possível, ajudando o grupo no que puder. Venho acompanhando alguns jogos e a equipe mostrou-se qualificada, tanto que foi semifinalista no primeiro turno – diz.

Após sair do Palmeiras, Luiz Henrique foi para o futebol da Coreia do Sul. Por lá, tornou-se ídolo, estampou campanhas publicitárias, faturando quatro vezes a Liga Coreana e a Liga dos Campeões da Ásia com a camisa do Jeonbuk. Ele falou do seu estilo de jogo após passar mais de uma década fora do Brasil:

– Mudei um pouco o meu estilo quando fui para fora do país. Eu era atacante de lado, mas atualmente atuo no meio. Acabei me acostumando porque foram 11 anos jogando assim. Mas isso não impede de fazer outras funções que sejam solicitadas pelo treinador – afirma.

Canhoto, Luiz Henrique defendeu clubes tradicionais do futebol brasileiro, como São Raimundo-AM, Nacional-AM, São Caetano-SP e Palmeiras. Em solo sul-coreado, além do Jeonbuk, ele também atuou por Suwon Bluewings e Gangwon, passando pelos árabes Shabab Dubai, Emirates Club e Ajman. Com o vasto currículo, o meia-atacante falou sobre a relação com os jogadores mais jovens:

– O Bangu tem uma mescla bacana de atletas. E isso é muito bom. Acho que os mais novos sentem uma confiança maior quando veem um jogador com uma quilometragem maior. Creio que é algo que possa ajudar porque damos conselhos e serve, de cerca forma, como espelho – complementa Luiz.

O Alvirrubro vem trabalhando forte visando a partida do próximo sábado, 3 de março, contra a Portuguesa, às 16h30, em Moça Bonita.

Assessoria de imprensa