Bangu adquire equipamento de última geração para a prevenção de lesões

Utilizado pelas principais equipes da Série A do Campeonato Brasileiro, a Câmera Termográfica ficará a cargo do departamento científico do clube de Moça Bonita

Buscando cada vez mais dar a melhor estrutura possível para os seus profissionais, o Bangu comprou uma Câmera Termográfica para a prevenção de lesões. Usado por clubes como Flamengo, Corinthians e Grêmio, o equipamento é fabricado pela Poliscan, referência no mercado brasileiro. Diretor geral da empresa, o grego Thomas Miliou explicou os benefícios que o aparelho trará para o Alvirrubro da Zona Oeste daqui para frente:

– A Câmera Termográfica é um equipamento que vem sendo utilizado nos últimos anos para a prevenção de lesões. Diminuí-las significa você ter o jogador mais a disposição da comissão técnica. Ultimamente, a tendência é fazer o controle de cargas, ou seja, a lesão pode ser prevenida com o treinamento adequado. Cada vez que há um ciclo de treinamento, o jogador tem um descanso. Mas onde se encontra este limite físico? Ninguém sabe mensurar. A câmera, através do infravermelho, permite o fornecimento de dados com números – afirma.

Thomas Miliou palestra e explica as funcionalidades do equipamento (Foto: Divulgação/Bangu)

Na apresentação do equipamento, Thomas Miliou reuniu os médicos Romullo Capello e Fernando Mattar, o fisiologista Bruno Barrosa, os fisioterapeutas Gabriel Peres e Pedro Beltrão, o nutricionista Felipe Abreu e o analista de desempenho Alexandre Calango. O diretor da Poliscan falou sobre o histórico da Câmera Termográfica, desde os testes em animais de forte resistência física até o aprimoramento para o futebol profissional:

– A tecnologia existe desde a Segunda Gerra Mundial, mas somente foi colocada na área da saúde a partir de 1957, com outras aplicações. Os primeiros atletas em que foi usada a termografia, na verdade foram os cavalos, lá nos anos 60. Nos esportes, as primeiras tentativas foram na década de 70, mas a tecnologia era muito primitiva, não permitia o nível da perfeição que temos hoje na medição. A partir de 2008, surgiu a tendência de usar a câmera no futebol, por conta de uma empresa espanhola que criou um software para analisar os dados da termografia. Isso se popularizou e tornou indispensável nos dias atuais. Hoje, o Bangu é um clube privilegiado em ter este equipamento – destaca Miliou.

Um dos principais clientes da Poliscan, o Grêmio reduziu em cerca de 50% o número de lesões em 2019, fazendo comparação com o ano anterior. Na Europa, o pioneiro na utilização da tecnologia foi o Real Madrid. No Brasil, além do Tricolor Gaúcho, a empresa fornece o equipamento para Flamengo e Corinthians. Fluminense, Vasco e Botafogo também possuem o aparelho em seus departamentos de futebol.

Emerson Pereira