Bangu sofre revés na estreia do Carioca na Ilha do Governador: 1 a 0

Alvrrubro foi derrotado pela Portuguesa pelo placar mínimo.

Em uma tarde muito quente na Ilha do Governador, o Bangu poderia dizer que o clima era bom, afinal de contas, calor é sinônimo de Bangu. Mas o clima castigou as duas equipes. O termômetro marcava 40º C quando a bola rolou no estádio Luso Brasileiro para Portuguesa x Bangu. Estava começando a sétima partida inaugural seguida do Alvirrubro fora de casa no Cariocão.

O JOGO

Como era de se esperar, o jogo começou bem estudado, com poucas chances para ambos os times. A primeira só aconteceu aos 13 minutos do primeiro tempo. A Portuguesa desceu pela direita, cruzou na área, o atacante luso dominou e chutou, mas Gabriel Leite, nosso goleiro, mostrou seu cartão de visitas. Muito prazer, Gabriel. Defesaça! Aos 18 minutos, o Bangu chegou com perigo. Bola espetada para Saulo que cruzou com maldade, o zagueiro da a Lusa tirou antes da chegada de Anderson Lessa fechando na segunda trave. Aos 23, Rochinha sentiu e foi substituído por Yayá, era a reestreia do atacante de Burkina Faso no Bangu, após quase cinco anos longe do nosso país Bangu. O jogo continuou com calor intenso e estudado, tanto que os dois times não criaram muito na etapa inicial.

Adsson tenta levar o Bangu para o ataque – Foto: Fernando Silva / Bangu AC

No segundo tempo, Alexandre Gomes manteve o time. Mas mal deu tempo para sentir a segunda etapa, logo no primeiro minuto, a Portuguesa abriu o placar com Romarinho, em um rebote após defesa sensacional de Gabriel Leite numa cabeçada perigosa após cruzamento da direita. O Bangu tentava sair, mas parava muito nas faltas táticas da Portuguesa, principalmente em Renatinho, que organizava a saída de bola na transição defensiva. Aos 19, a Portuguesa assustou novamente, em um chute de fora, Gabriel Leite conseguiu desviar a bola na ponta do dedo. Tinha endereço certo. Insatisfeito com a produção do time, Alexandre Gomes mexeu de forma tripla. Colocou, Canela, Gabryel Freitas e Maranhão. Sacou Lessa, Yayá e
Saulo. Aos 24, Gabryel Freitas recebeu na meia lua da área e chutou para fora, com perigo. O Bangu jogava a vida para tentar o empate. A Lusa continuava com as faltas táticas e com o goleiro caindo no chão a toda hora. O Bangu apertava, aos 29 minutos, Canela fez linda jogada pela direita, driblou dois, invadiu a área e chutou para milagre do goleiro.

Por falar em milagre, Gabriel Leite evitou um gol de cara com o atacante da Lusa, aos 34 minutos. Alexandre Gomes então foi para sua última cartada, enquanto a Lusa continuava a tomar amarelos por faltas seguidas em Ricardo Cerqueira, Canela e Renatinho. Gomes sacou Adsson, que sentiu contusão, colocando Bruno Tatavitto que fazia ali a sua estreia com a camisa do Bangu. Os dois times continuaram na mesma toada, sem efetividade banguense, terminando com vitória da Lusa por 1 a 0.

– Acho que fizemos um primeiro tempo muito abaixo do que planejamos. No segundo, equilibramos as expectativas com a realidade que imaginamos, mas não conseguimos converter em oportunidades. Agora é rever o jogo, ver onde erramos e corrigir os erros para a próxima partida diante do Botafogo no sábado, também fora de casa. – afirmou, Alexandre Gomes.

Para Anderson Lessa, não é momento para entrar em desespero, ele sabe que o time tem potencial e pode melhorar muito ainda na competição:

– Foi uma derrota que sentimos muito, até porque não apresentamos quase nada do que foi treinado. Só alguns lampejos do que podemos fazer e isso é muito pouco para o Bangu. Vamos para casa agora, já treinar amanhã e corrigir os erros. Estamos no primeiro jogo ainda, tem muito campeonato pela frente. O Bangu pode muito mais que isso. – finalizou o capitão do time.

Erick Daltro assumiu a braçadeira depois da saída de Lessa do jogo – Foto: Fernando Silva / Bangu AC

O Alvirrubro jogou com Gabriel Leite; Ricardo Cerqueira, Felipe Soares, Victor Oliveira e Erick Daltro; Adsson (Bruno Tatavitto), Renatinho e Cleyton; Saulo (Canela), Rochinha (Yayá) (Maranhão) e Anderson Lessa (Gabryel Freitas) – Técnico: Alexandre Gomes. – Cartões Amarelos para o Bangu: Erick Daltro e Yayá.

O elenco se reapresenta nesta quinta-feira (18) no CT da SAFERJ já apra reavaliar os jogadores que saíram contundidos como Saulo, Rochinha e Adsson. O próximo jogo do Bangu será diante do Botafogo, no Nilton Santos, no sábado, dia 20, às 16h.

Fotos: Fernando Silva / Bangu AC