Bangu tem pênalti cancelado nos acréscimos e empata com o Resende fora de casa

Alvirrubro buscou empate com gol do Juliano e chegou ao segundo ponto na Taça Guanabara

O Bangu conquistou o seu segundo ponto no Campeonato Carioca 2020 na chuvosa tarde desta quinta-feira, 23, no Estádio do Trabalhador. O Alvirrubro visitou o Resende, saiu atrás no marcador e empatou por 1 a 1, com gol de Juliano, pela segunda rodada da Taça Guanabara. No último lance do jogo, a equipe da Zona Oeste teve um pênalti marcado ao seu favor, porém, a arbitragem decidiu anular quando ele iria ser cobrado.

A primeira oportunidade do confronto foi criada pela equipe mandante. Aos nove minutos, Alef Manga finalizou pela esquerda, mas parou em Matheus Inácio. A resposta veio na sequência com Alex Chander. Dieyson fez ótimo lançamento para o camisa 10, que, de dentro da área, bateu no gol e a bola foi para fora. Na parte final do primeiro tempo, o Resende abriu o placar. Dieguinho tocou no meio, Giovani fez o corta-luz e Caio Cezar finalizou, com precisão, para acertar o canto esquerdo.

Foto: Raphael Santos/Bangu

Na volta do intervalo, o Bangu não se abateu com o placar do primeiro e foi atrás do empate. Aos 11, Alex Chander cobrou escanteio, Juliano aproveitou e empatou o confronto, cabeceando com firmeza: 1 a 1. O gol amimou a equipe, que se lançou ao ataque e passou a tomar conta do jogo

O Resende levou perigo aos 38 minutos, quando Zizu arriscou um voleio, mas Matheus Inácio se esticou todo para salvar. No final, aos 46 minutos, Octávio entrou por de trás do zagueiro, entrou em velocidade na área e foi derrubado por Ranule. A penalidade foi marcada pelo arbitro e o assistente Gabriel Bernardo Duarte correu para a linha de fundo. Quando seria cobrada, o árbitro Rodrigo Nunes de Sá, de maneira polêmica, resolveu cancelar e o 1 a 1 seguiu até o apito final.

Na próxima rodada, domingo, o Bangu reencontra sua torcida em Moça Bonita, no confronto diante do Fluminense, às 16h.

O Bangu jogou com: Matheus Inácio; Raul (Washinton), Michel, Rodrigo Lobão, Dieyson; Sidney, Rodrigo Yuri (Octávio), Juliano, Alex Chander; Robinho e Matheus Silva (Rocha). Técnico: Eduardo Àllax.

Assessoria de imprensa